Rússia e Vaticano estabelecem relações diplomáticas

5 de dezembro de 2009 § 1 comentário

A Rússia e o Vaticano decidiram estabelecer relações diplomáticas “completas” e elevar seus representantes aos status de embaixador e núncio apostólico, anunciaram ao fim de uma audiência no Vaticano o papa Bento XVI e o presidente russo, Dimitri Medvedev.

“No decorrer da conversa, as duas partes manifestaram sua satifação com as relações cordiais existentes, e concordou-se em estabelecer relações diplomáticas completas entre a Santa Sé e a Federação Russa”, indicou o Vaticano em uma nota.

Por sua vez, o presidente Medvedev confirmou ao pontífice “que havia assinado um decreto permitindo o estabelecimento de relações diplomáticas completas com o Vaticano”, declarou à imprensa a porta-voz do presidente russo, Natalia Timakova.

“Por isso, pediu ao ministério de Relações Exteriores que adiante as negociações com o Vaticano para elevar o nível das representações, tanto da nunciatura apostólica como da embaixada”, explicou.

Em 1990 os dois países haviam estabelecido relações em nível de representantes.

O novo passo dado às relações diplomáticas acontece num momento em que as relações entre as igrejas católica e ortodoxa da Rússia, tensas nos últimos anos, parecem melhorar, desde a entronização, em fevereiro, do patriarca Kirill, que esteve durante longo tempo na direção da diplomacia da Igreja Ortodoxa.

Durante a audiência, o presidente russo presenteou o Papa com uma caixa, adornada com a imagem da catedral da Rússia – destruída pelos bolcheviques e reconstruída após o colapso da União Soviética -, e com dois volumes da enciclopédia Ortodoxa.

Seu predecessor, Vladimir Putin, doou em 2007 os primeiros volumes da coleção.

“Não posso ler tudo isso”, comentou Bento XVI.

“Nós o ajudaremos”, respondeu Medvedev.

“Os movimentos feitos por Moscou estão estritamente ligados às relações entre o Vaticano e a Igreja ortodoxa” uma vez que “os governantes russos são muito sensíveis a esta Igreja”, revelou o vaticanista Marco Tosatti, ouvido pela AFP.

“O governo russo não quer melindrar o patriarcado de Moscou, não faz nenhum gesto que possa lhe desagradar”, acrescentou.

De fato, após anos de tensão, com o ex-patriarca russo Alexis II acusando regularmente os católicos de proselitismo na Rússia, um encontro histórico entre o Papa Bento XVI e o patriarca Kirill não está totalmente excluído.

“Desejamos preparar esse encontro”, declarou recentemente o chefe diplomático da igreja Ortodoxa russa, o bispo Ilarion.

O predecessor de Medvedev, Vladimir Putin, havia sido recebido três vezes no Vaticano: por Bento XVI, em março de 2007; e por João Paulo II, em 2000 e 2003.

O ex-presidente soviético Mikhaïl Gorbachev foi recebido em audiência no Vaticano por João Paulo II há 20 anos, no dia 1º de dezembro de 1989.

Anúncios

§ Uma Resposta para Rússia e Vaticano estabelecem relações diplomáticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Rússia e Vaticano estabelecem relações diplomáticas no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: