Mensagem do Papa Bento XVI ao Patriarca Bartolomeu I, na Comemoração de Santo André, patrono da Santa Sé Constantinopolitana

1 de dezembro de 2009 § Deixe um comentário

 

001

ROMA, 30 de novembro de 2009 (Fonte: VIS) – Como é de tradição na festa de Santo André, o Papa Bento XVI enviou uma mensagem a Sua Santidade Bartolomeu I, Patriarca Ecumênico de Constantinopla, através do Cardeal Walter Kasper, presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, que lidera a Delegação Vaticana que se encontra em Constantinopla (Istambul) para participar das comemorações festivas. Em sua mensagem por ocasião da festa do patrono do Patriarcado de Constantinopla, o Papa lembrou o irmão de São Pedro Mártir, afirmando que «a memória dos mártires impulsiona a todos os cristãos a testemunhar a sua fé perante o mundo. É um apelo urgente, principalmente nos dias atuais, quando o cristianismo enfrenta desafios cada vez mais complexos. «Nossas Igrejas», escreve Bento XVI, «sinceramente, comprometeram-se, nas últimas décadas, a prosseguir o caminho que conduz ao restabelecimento da plena comunhão e, apesar de ainda não termos atingido essa meta, temos dado passos significativos que levaram ao aprofundamento dos laços comuns. Esta «abertura» tem norteado o trabalho de Comissão Mista Internacional para o Diálogo que realizou a sua primeira sessão plenária no mês passado em Chipre, e cujo tema foi «O papel do Bispo de Roma na comunhão da Igreja no primeiro milênio». «Uma questão complexa que requer um estudo aprofundado e um diálogo paciente, se aspiramos a integração compartilhada das tradições orientais e ocidentais», diz o Papa. «A Igreja Católica entende o ministério petrino como um dom do Senhor à sua Igreja. Esse ministério não deve ser interpretado numa perspectiva de poder, mas dentro de uma eclesiologia de comunhão, como um serviço à unidade na verdade e na caridade», diz o Papa. «O bispo da Igreja de Roma, que preside na caridade é o Servus Servorum Dei (…) (Servo dos Servos de Deus). (…) Trata-se de buscar juntos, inspirados no modelo do primeiro milênio, as formas em que o ministério do Bispo de Roma possa cumprir um serviço de amor, reconhecido por um e por todos». Bento XVI observa que durante o caminho à plena comunhão «podemos oferecer já um testemunho comum e trabalhar juntos no serviço à humanidade, sobretudo defendendo a dignidade e afirmando os valores éticos fundamentais, promovendo, ao mesmo tempo, a justiça e a paz» e que ambas as Igrejas «podem cooperar na sensibilização acerca da responsabilidade da humanidade na salvaguarda da criação». MESS / San Andrés / BARTOLOME / VIS 091130 (420)

φωτό: Νικόλαος Μαγγίνας | Φως Φαναρίου 

Ecclesia «N E W S»

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Mensagem do Papa Bento XVI ao Patriarca Bartolomeu I, na Comemoração de Santo André, patrono da Santa Sé Constantinopolitana no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: